quarta-feira, 9 de agosto de 2017

Mico da Câmara Pereira celebra 30 anos de carreira em concerto no Salão Preto e Prata do Casino Estoril

Em noite comemorativa dos seus 30 anos de carreira, Mico da Câmara Pereira protagoniza, no próximo dia 27 de Setembro, pelas 21h30, um concerto especial intitulado “A Tua Voz É Saudade” no Salão Preto e Prata do Casino Estoril. Trata-se deum espectáculo único, no qual Mico da Câmara Pereira convida a subir ao palco um elenco de nomes consagrados da música portuguesa como Olga Prats, Luís Represas,Mafalda Arnauth, José da Câmara, os Irmãos Francisca, Nuno e Gonçalo da Câmara Pereira, Frederico B.C., Rui Melo, Silvestre Fonseca, Noa, Paula Varella Cid, João Campos, Grupo de Cante Alentejano Bafos de Baco e a Tuna Académica do Liceu deÉvora. 

Com um enquadramento intimista, Mico da Câmara Pereira propõe, durante duas horas,uma viagem musical pelos seus três Cd’s editados que marcaram diferentes épocas da sua carreira. O público poderá acompanhar as melhores composições de "À Sombra da Lua" de 1999, "Por Viver Assim" de 2002, e "A Tua Voz é Saudade de 2016
O concerto “A Tua Voz É Saudade” reúne, assim, um notável elenco que irá, decerto,envolver o público em tudo o que se está a passar em palco. Está, assim, assegurado um belo momento de intimidade que será partilhado por todos os que estiverem presentes no Salão Preto e Prata do Casino Estoril.A aventura da música tem forçosamente de ter um sentido, talvez porque ao centrar-sena imaginação da sociedade, ela promova educação e alimente o sonho de quem a vive ou a segue de perto.

A música será, por isso, de todas as artes, aquela que mais facilmente nos fala das coisas mais elevadas e mais profundas, como se esse dar a mão, gerasse uma espécie de verdade absoluta... o que dá ao trabalho de cada autor, de qualquer autor - desde o que imagina, até ao que compõe e que interpreta -, uma nobreza que expõe as injúrias, todas as injustiças, as perseguições e até o ostracismo a que muitos dos criativos estão votados. E cada disco, cada concerto, tem essa força, esse continuar, sempre, para que se honre a história de um ofício difícil, mas muito bonito, um mister que precisa mais de atenções do que de perseguições.

terça-feira, 8 de agosto de 2017

Cláudia Leal e Rão Kyao em destaque no Lounge D do Casino Estoril

Com um cartaz diversificado, o Lounge D acolhe, na próxima Quarta-Feira, 9 de Agosto, a partir das 22 horas, um espectáculo especial. Os visitantes do Casino Estoril poderão acompanhar as actuações da fadista Cláudia Leal e do músico e compositor Rão Kyao.

Estarão, ainda, em palco, Diogo Lucena e Quadros e Bernardo Romão, nas guitarras, e Luis Roquette, na viola. A entrada é livre.



Cláudia Leal


Cláudia Leal começou a cantar aos 14 anos, “tendo participado em inúmeros festivais" de 1994 a 1998, e “descobriu, então, uma nova paixão, o fado”, segundo nota do Casino. Venceu o concurso televisivo “Big Caloiro”, e em 2006 ficou em 2.º lugar, na Grande Noite do Fado de Lisboa.

A convite do cantor de baladas de Coimbra Machado Soares, falecido em dezembro de 2014, participou num espetáculo no Instituto do Mundo Árabe, em Paris, e, em 2008, na III Gala Amália, no Centro Cultural Olga Cadaval, em Sintra.

Este ano foi uma das vozes no espetáculo da exposição “Fernando Farinha – A voz mais portuguesa de Portugal”, organizada pela associação Portuguesa dos Amigos do Fado, em Lisboa.


Rão Kyao

Ao longo de uma carreira que já dobrou a vintena de anos, o lisboeta Rão Kyao tem-se distinguido pela sua persistente vontade em redescobrir o Oriente. Fazendo uso da flauta de bambu e do saxofone, ele foi encontrando inspiração na música indiana, árabe, africana e chinesa, restabelecendo assim o elo perdido entre a tradição musical portuguesa e o Oriente.

Os mais de 20 álbuns que editou até hoje indiciam, de uma forma muito clara, a intenção expressa de, a cada passo, redescobrir as raízes da música tradicional portuguesa, não temendo, antes pelo contrário, o confronto com as suas fontes primordiais: a música indiana e a música árabe. É considerado um “embaixador” da música portuguesa, tendo já protagonizado diversas tournées por todos os Continentes.



Em Agosto, o fado renova-se às Quartas-Feiras, a partir das 22 horas, no Lounge D. O ciclo prossegue, no dia 16, com Sandra Correia e Pedro Galveias, seguindo-se Filipa Cardoso e Luís de Matos no dia 23. Por sua vez, Carmo Moniz Pereira e Gonçalo Castelbranco sobem ao palco a 30 de Agosto.

terça-feira, 1 de agosto de 2017

Grande Concerto no Casino Estoril com os Orelha Negra no Lounge D

Em noite de Grande Concerto no Casino Estoril, os Orelha Negra sobem ao palco do Lounge D para interpretar um elenco de novos temas, não esquecendo outros êxitos que marcaram o seu percurso musical. Com entrada livre, a não perder, na próxima Quinta-Feira, 3 de Agosto, a partir das 23 horas.

Com um espaço próprio no panorama da música nacional, os Orelha Negra interpretam, habitualmente ao vivo, o seu mais recente êxito intitulado “A Sombra”. Trata-se do primeiro single que integra o seu terceiro álbum de originais.

A mediática banda promete um dinâmico e ritmado encontro com os visitantes do Casino Estoril. Os sons que os cinco magníficos produzem juntos são envolventes, mas ouvi-los e vê-los ao vivo, é um prazer verdadeiramente misterioso.

Os Orelha Negra são o único grupo de hip-hop em Portugal que não tem um vocalista, o que, na verdade, não se revela necessário. A banda comunica com o público, de forma exemplar, através dos sons e samples de Sam The Kid, das dinâmicas dos teclados de João Gomes, do groove de baixo de Francisco Rebelo, da batida certa e forte de Fred e dos scratches inesperados e certeiros de Cruzfader.


Os Grandes Concertos do Casino Estoril estão agendados para o amplo espaço do Lounge D, todas as Quintas-Feiras, a partir das 23 horas, até ao próximo dia 10 de Agosto. A entrada é livre.

O programa é o seguinte:

- 03 de Agosto: Orelha Negra

- 10 de Agosto: The Gift

Com vários motivos de interesse, esta série de concertos consolida a qualidade da oferta cultural e de entretenimento do Casino Estoril, proporcionando uma atmosfera de cumplicidade com os seus visitantes.

quarta-feira, 26 de julho de 2017

O Livro da Bicicleta


Já se imaginou a ir para o emprego de bicicleta, enquanto sente o vento e o sol no rosto, desfruta calmamente do seu percurso, evita o trânsito caótico e ainda poupa tempo e dinheiro em gasolina e faz muito pela sua saúde?

O cenário é bonito mas também difícil de concretizar pois, de repente, começa a pensar como é que vai conseguir levar os seus filhos na bicicleta? como vai fazer nos dias em que chover? como vai transportar as compras que costuma colocar na bagageira do seu carro? ou como vai enfrentar aquela subida íngreme que parece impossível de vencer?

Miguel Barroso, especialista na área da Mobilidade Sustentável, prova-nos ao longo deste livro que todas estas questões podem ser facilmente resolvidas. Uns simples alforges podem solucionar o problema das compras, e uma cadeira específica, o transporte do seu filho, e vai ver que, passadas umas semanas, a subida já não é assustadora, mas apenas um pequeno declive. A chuva? Nada que um poncho impermeável não resolva, mas se vir bem não chove assim tantas vezes em Portugal.

E não tem de vestir uns calções de lycra para andar de bicicleta, é perfeitamente possível vestir o seu melhor fato e pedalar até ao seu destino. Estamos tão presos a uma lógica onde todas estas deslocações são feitas de outros modos (geralmente o carro) que deixar os velhos hábitos nem sempre é fácil. Mas acredite que é possível e este livro vai ajudá-lo a perceber que, depois de ultrapassados estes obstáculos aparentemente intransponíveis, a bicicleta vai passar a ser a sua melhor aliada.

Dias dos Avós

Sabe porque se assinala o Dia dos Avós no dia 26 de julho? Porque nesse mesmo dia comemoram-se os Dias de Santa Ana e de São Joaquim, pais de Maria e avós de Jesus Cristo.

Mesmo sem atentarmos ao calendário religioso, há já alguns anos que este dia entrou no leque daqueles a que as famílias prestam uma atenção especial. A pensar nisso, A Esfera dos Livros edita este pequeno livrinho – Avó, Conte-me a sua História.

Aqui, a sua Avó vai poder escrever a sua história, as suas memórias, as suas preferências, enfim, revelar-se como nunca se revelou e certamente vai descobrir uma Mulher ainda mais bonita, fascinante e adorável do que aquela que tinha conhecido até agora. É um livro para guardar junto dos tesouros de família: aquela fotografia especial em que a Avó está connosco ao colo, aquele brinquedo do qual somos incapazes de nos separar porque a Avó o escolheu com um carinho especial ou o casaco de malha que tricotou com muito amor. Um livro para passar de geração em geração, para que a figura da Avó fique para sempre na memória de todos.